Identification of common bean alleles resistant to anthracnose using RAPD

RAPD markers were identified close to common bean alleles responsible for resistance to the fungus Colletotrichum lindemuthianum and may be useful in selecting plants resistant to this pathogen. DNA from F2 plants of the crosses Carioca 300V x P45, Carioca 300V x Ouro and P24 x Ouro was amplified by...

Full description

Bibliographic Details
Main Authors: Ana L.M. Castanheira, João B. dos Santos, Daniel F. Ferreira, Leonardo C. Melo
Format: Article
Language:English
Published: Sociedade Brasileira de Genética 1999-12-01
Series:Genetics and Molecular Biology
Online Access:http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-47571999000400017
Description
Summary:RAPD markers were identified close to common bean alleles responsible for resistance to the fungus Colletotrichum lindemuthianum and may be useful in selecting plants resistant to this pathogen. DNA from F2 plants of the crosses Carioca 300V x P45, Carioca 300V x Ouro and P24 x Ouro was amplified by RAPD. Line P45 has the Co.4 allele for resistance, and the Ouro cultivar has the Co.5 allele. The primer OPC08 amplified a DNA fragment of about 1059 bp linked to the Co.4 allele. The recombination frequency was 0.133 (SE = 0.039; 95% CI = 0.056-0.211). Using the primer OPF10 a DNA fragment of about 912 bp was amplified and found to be associated with the Co.5 allele. The recombination frequency was 0.115 (SE = 0.038; 95% CI = 0.041-0.189). A second marker (1122 pb) amplified by the OPR03 primer was identified in the population P24 x Ouro. The recombination frequency for this marker was 0.363 (SE = 0.081; 95% CI = 0.205-0.522). Both these markers flanked the Co.5 allele. The markers identified in this study may be useful in identifying lines with the Co.4 and Co.5 alleles.<br>Marcadores RAPD foram identificados próximos de alelos do feijão responsáveis pela resistência ao Colletotrichum lindemuthianum, visando auxiliar na seleção de plantas resistentes ao patógeno. Empregou-se o método dos bulks segregantes de DNA extraídos de plantas F2 dos seguintes cruzamentos: Carioca 300V x P45, Carioca 300V x Ouro e P24 x Ouro. A linhagem P45 é portadora do alelo Co.4 de resistência e o cultivar Ouro é portador do alelo Co.5, os quais foram marcados. Procedeu-se à reação RAPD dos bulks e foi identificado o iniciador OPC08 que amplificou um fragmento de DNA com cerca de 1059 pb, ligado ao alelo Co.4. A freqüência de recombinação foi de 0,133 (erro padrão 0,039) e o intervalo de confiança foi 0,056 e 0,211, com 95% de probabilidade. Em relação ao alelo Co.5 foi identificado um fragmento de DNA amplificado pelo iniciador OPF10 com cerca de 912 pb, na análise dos bulks provenientes dos cruzamentos Carioca 300V x Ouro e P24 x Ouro. A freqüência de recombinação foi de 0,115 (erro padrão 0,038) e o intervalo de confiança foi 0,041 e 0,189. Um segundo marcador foi identificado a partir da análise da população P24 x Ouro, resultante da amplificação pelo iniciador OPR03, e possui cerca de 1122 pb. A freqüência de recombinação foi 0,363 (erro padrão 0,081) e o intervalo de confiança variou de 0,205 a 0,522. Constatou-se que esses dois marcadores estão flanqueando o alelo Co.5 e a seleção de plantas resistentes de uma população F2 por meio dos marcadores será eficiente em 83% dos casos.
ISSN:1415-4757
1678-4685